Turismo
Encantos da Cidade
Viamão possui áreas de lazer náutico e lazer junto à natureza. No centro da cidade, encontram-se edificações antigas de arquitetura colonial portuguesa, tendo como marco a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, um dos raros monumentos do barroco brasileiro no RS. O Autódromo Internacional de Viamão (Tarumã) é um dos mais importantes do país. Recentemente, além das pistas de automobilismo, foi reconstruído o Kartódromo.
Entre os diversos locais para visitação e lazer destacam-se a Vila Ventura, Parque das Águas, Parque Temático Via Park World - Quinta da Estância Grande, Floresta Encantada Vô Rangel, Cavalo & Movimento - Passeios Ecológicos, Farol de Itapuã - Passeios de Barco pela região acompanhados de guias, entre tantos outros. Os hotéis fazendas, junto a lagoas e bosques nativos são um atrativo para os visitantes do município.
Os eventos mais importantes são o Natal Mágico, o Carnaval Participativo, Festa da Nossa Senhora dos Navegantes, o Arraial da Alegria (junho e julho) o Rodeio Crioulo do ETA (abril), Semana Farroupilha (setembro), etc.
O artesanato, mais expressivo, provém das tecelãs, das famosas bombacheiras, os trançadores de couro e a elaboração artesanal de gêneros alimentícios como a farinha de mandioca (Tafonas) e a cachaça (alambiques). Antigamente, a região de Itapuã foi uma das grandes produtoras de farinha de mandioca e polvilho em nosso estado.

Itapuã
Em 1752, imigrantes portugueses vindos das Ilhas dos Açores e Madeira desembarcaram às margens da Laguna dos Patos e Lago Guaíba, numa região que destacava-se das demais pelos seus morros de pedras, ilhas, baías, praias, matas e campos de criação, denominada pelos guaranis de ITA - ponta e PUÃ - pedra, Ponta de Pedra.
Com o aumento da navegação, em 1858, foi construído o Farol de Itapuã para sinalizar os perigos locais na divisão das águas da Lagoa dos Patos e Rio Guaíba. A região de Itapuã, belíssima por natureza, caracteriza-se pela produção rural e pesca artesanal.

Destacam-se o Hospital Colônia e a Colônia Japonesa - maior produtora de hortaliças folhosas da região metropolitana.
Itapuã mantém até hoje a sua beleza natural preservada, O Parque Estadual de Itapuã agrupa todos os atrativos naturais, possui 5560 hectares e pode ser visitado de quarta a domingo, dispondo de vestiários/banheiros, churrasqueiras, água potável nos quiosques, trilhas ecológicas.
Fonte da Paciência
A Fonte da Paciência, anteriormente conhecida como “Fonte do Beco do Pinheiro”, recebeu a denominação em referência a uma escrava sempre presente no local.
Esta Fonte, entre outras, foi responsável pelo abastecimento de água potável desde os primórdios da Vila de Viamão. Conforme o registro da Câmara Provincial, datado em 12 de janeiro de 1768, que manda construir benfeitorias com finalidades sanitárias. Endereço: Luiz Rosseti, próximo ao Campo do Tamoio.
Fonte da Bica
A Fonte da Bica, também denominada Bica dos Fundos, localizada na praça Tristão José de Fraga, servia ao abastecimento de água potável desde os primórdios da Vila de Viamão. - Local: Rua Alcebíades Azeredo dos Santos - Centro
Fonte do Espicho
A história da fonte diferencia-se das demais pela característica de suas águas, consideradas salobas pelos moradores da época, está intimamente
ligada à construção da Igreja no século XVIII, já que seu uso era preferido em construções e serviços e dispensado para consumo humano. - Local: Junto a área da Escola Stella Maris
Fonte Dom Diogo
Ponto de abastecimento popular na cidade no século XVIII, esta fonte era bastante conhecida por sua água límpida e cristalina que brotava entre as
rochas da propriedade de Dom Diogo de Souza, ex-governador da província de São Pedro do Rio Grande do Sul. - Local: Junto a atual sede da Escola Municipal Dom Diogo, rua XV de Novembro